Três atentados no Iraque deixam 41 pessoas mortas

Bagdá - Pelo menos 41 pessoas morreram hoje e outras 157 ficaram feridas em dois atentados ocorridos em Bagdá e um terceiro perpetrado em Mossul, a 400 quilômetros ao norte de Bagdá, informaram fontes policiais.

EFE |

As fontes explicaram que 25 pessoas perderam a vida e 75 ficaram feridas em um duplo atentado realizado com dois caminhões carregados de explosivos perto de uma mesquita xiita da localidade de Jazna, 20 quilômetros ao nordeste de Mossul.

Em Bagdá, a explosão de dois carros-bomba em dois bairros da cidade no começo da manhã causou a morte de 16 pessoas e ferimentos em outras 82.

Reuters

Soldado vasculha área atingida por atentados

Na primeira explosão, ocorrida na região de maioria xiita de Amel, sete pessoas morreram por causa da explosão de um carro-bomba situado em um lugar onde todas as manhãs costumam se concentrar operários na busca de trabalho.

Outros 46 civis ficaram feridos neste atentado perpetrado no sudoeste da capital iraquiana.

A explosão de um segundo veículo carregado de explosivos no bairro Al Shurta, também de maioria xiita, tirou a vida de 9 pessoas e feriu outras 36 que iam para seus trabalhos.

Na sexta-feira passada 30 pessoas morreram e mais de 100 ficaram feridas pela explosão de um carro-bomba colocado em frente a um centro religioso xiita perto da cidade de Mossul.

A explosão foi dirigida contra o centro religioso Huseinia de xiitas turcomanos situado na localidade de Slijan, ao norte de Mossul, e aconteceu quando os fiéis saíam da tradicional oração das sextas-feiras.

Esta alta da violência, o maior desde a retirada das tropas americanas das cidades do Iraque no dia 30 de junho, faz temer o retorno da violência sectária, que entre 2006 e 2007 esteve a ponto de arrastar o país para uma guerra civil.

Leia mais sobre: Iraque

    Leia tudo sobre: iraqueterrorismoviolência

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG