Três alemães de uma mesma família são seqüestrados no Iêmen

Três alemães da mesma família foram seqüestrados domingo no Iêmen e levados para uma região montanhosa por seus captores, que exigem em troca a libertação de dois membros de sua tribo, anunciaram nesta segunda-feira fontes tribais e de segurança.

AFP |

"Três alemães foram seqüestrados numa região da província de Al-Bayda", 150 km ao sudeste de Sanaa, declarou à AFP uma fonte dos serviços de segurança. "Eles foram levados para a região de Bani Dhabyan, uma zona montanhosa de difícil acesso", 80 km a leste da capital, acrescentou.

O seqüestro foi confirmado em Berlim pelo ministério das Relações Exteriores, que não quis revelar a identidade dos três alemães e lembrou que viajar ao Iêmen, "um país muito complexo" que funciona segundo "estruturas tribais", é sempre arriscado.

De acordo com um diplomata ocidental, que não quis ser identificado, os reféns são "um casal de alemães e sua filha, que trabalha no Iêmen". "O pai e a mãe vieram visitar sua filha no Iêmen. Os três foram seqüestrados quando estavam fazendo uma excursão na província de Al-Bayda", explicou.

Segundo uma fonte de segurança iemenita, a filha do casal trabalha para as Nações Unidas, uma informação não confirmada pelo diplomata.

mou/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG