Amã, 19 abr (EFE).- A Comissão jordaniana para a Conservação da Mesquita de al-Aqsa e da Cúpula da Rocha advertiu que qualquer tremor de terra poderia acabar com os templos de Jerusalém, dadas as escavações que Israel faz na região, informa hoje a imprensa do país.

"Os trabalhos mais perigosos são as escavações feitas atualmente em Jerusalém Oriental, cujos edifícios religiosos e históricos ficarão expostos ao desmoronamento assim que ocorrer um tremor de terra natural ou artificial", segundo o vice-presidente da comissão, Raif Nayem.

Ao jornal "Al Dustur", Nayem disse ainda que "a tendência de fazer escavações aumentou consideravelmente no começo do século XXI".

Estas obras começaram em 1863 e, segundo Nayem, ganharam novo impulso após a da ocupação de Jerusalém Oriental por Israel em 1967, durante a Guerra dos Seis Dias.

Atualmente, as escavações promovidas pelas autoridades israelenses junto à Esplanada das Mesquitas representam "um grave perigo", disse o vice-presidente da comissão. EFE mv/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.