Tremor moderado atinge centro do México

Por Julio Martínez PUEBLA, México (Reuters) - Um tremor moderado atingiu na sexta-feira a região central do México, levando à desocupação de dezenas de escritórios na capital e na cidade colonial de Puebla, mas sem que haja relatos de vítimas ou danos importantes.

Reuters |

O terremoto teve magnitude 5,7 e epicentro 60 quilômetros ao sul de Puebla, no Estado mexicano do mesmo nome, segundo dados revisados do Serviço Geológico dos Estados Unidos.

As autoridades mexicanas disseram que o tremor foi de magnitude 5,9.

"Não registramos até este momento danos, não há perda de vidas humanas", disse o prefeito da capital, Marcelo Ebrard, a uma rádio local, depois de informar que hospitais, metrô e serviços de água continuam funcionando normalmente.

O diretor de Defesa Civil do Estado de Puebla, Miguel Angel Martínez, também disse não haver relatos de vítimas ou danos. Escolas e edifícios dessa cidade colonial e arredores chegaram a ser desocupados, inclusive uma gigantesca fábrica da Volkswagen.

"Sentimos de forma intensa e longa, tiramos as pessoas dos edifícios, os reunimos em pontos de emergência", disse um funcionário da fábrica, onde há 3.000 funcionários administrativos.

Rádios disseram que o sismo foi sentido em vários pontos da capital mexicana, a 200 quilômetros de Puebla, e no vizinho Estado do México.

"Minha mesa se moveu com força e tirou todas as fotografias que eu tinha. As paredes fizeram um barulho muito forte. Saí correndo com meus colegas", disse Guadalupe Rojas, empregada de um escritório de advocacia num prédio antigo da avenida Reforma, uma das principais da capital.

As TVs mostraram centenas de pessoas retiradas de escritórios da capital, e crianças saindo das escolas enquanto helicópteros sobrevoavam essa cidade de 20 milhões de habitantes. O fornecimento elétrico e o serviço de telefonia celular foram interrompidos em parte da cidade.

A capital mexicana sofreu em 1985 um devastador terremoto que deixou milhares de mortos. "Levei um grande susto, nessa área se sentem os tremores muito fortemente. Agarrei minha bolsa e saí do edifício imediatamente", disse Alma Rodríguez, dona de casa de 32 anos.

Foi quarto sismo registrado neste ano no centro do país. O México é parte do "Cinturão do Fogo do Pacífico", onde o atrito entre placas continentais torna os terremotos frequentes.

(Reportagem adicional de Miguel Angel Gutiérrez, Verónica Gómez Sparrowe, Luis Rojas Mena, Jason Lange, Cyntia Barrera Díaz e Robert Campbell na Cidade do México)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG