Tremor de 6,5 graus atinge o Peru mas não deixa mortos

Lima, 6 mai (EFE).- O terremoto de 6,5 graus na escala Richter que sacudiu a região peruana de Tacna, a mais de 1,3 mil quilômetros de Lima, deixou algumas pessoas levemente feridas.

EFE |

Lima, 6 mai (EFE).- O terremoto de 6,5 graus na escala Richter que sacudiu a região peruana de Tacna, a mais de 1,3 mil quilômetros de Lima, deixou algumas pessoas levemente feridas. O terremoto, com epicentro 59 quilômetros a oeste da cidade de Tacna, muito perto da fronteira com o Chile, foi registrado às 21h42 local (23h42, Brasília). Algumas pessoas sofreram ferimentos leves ao abandonar de maneira apressada suas casas com medo que o terremoto tivesse um impacto maior. O presidente regional, Hugo Ordóñez, confirmou que o terremoto não deixou mortos, mas assegurou que a Defesa Civil tomou as precauções necessárias. Ordóñez assinalou, em comunicado, que alguns deslizamentos foram registrados nas estradas nas localidades de Tarata e Candarave, na serra da região. Algumas ruas da cidade também ficaram às escuras devido a queda de alguns postes de iluminação pública. Perante a situação de alarme, as autoridades regionais decidiram que suspender as aulas escolares. Este foi o terremoto de maior magnitude registrado esse ano no Peru, país que se encontra situado geograficamente na zona do Cinto de fogo do Pacífico, onde é registrada 85% da atividade sísmica mundial. A região peruana de Ica e parte do sul de Lima sofreram em agosto de 2007 um terremoto de 7,9 graus Richter, que deixou mais de 500 mortos e dezenas de milhares de desabrigados. EFE. dub/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG