Tremor de 6,3 graus leva pânico a região amazônica do Peru

LIMA - Um forte movimento sísmico de 6,3 graus na escala Richter levou pânico hoje a várias cidades da Amazônia peruana, perto da fronteira com o Brasil, embora não tenha deixado vítimas nem causado danos materiais, informou o Instituto Geofísico do Peru (IGP).

EFE |

O epicentro do tremor foi a 66 quilômetros ao noroeste da cidade de Pucallpa e foi sentido em outras localidades como Yurimaguas e Bagua, assim como no norte em Trujillo, Chiclayo e a andina Huancayo.

No Brasil, os moradores de Rio Branco e Cruzeiro do Sul (AC), além dos de Porto Velho (RO), puderam sentir o tremor, segundo informações da rádio "CBN".

O forte movimento foi registrado às 18h01 de Brasília e teve duração de aproximadamente 15 segundos, o que fez com que os habitantes de Pucallpa abandonassem suas casas em meio a cenas de pânico, disseram meios de comunicação locais.

O alarme entre os habitantes diante de possíveis réplicas continua, pois foi o segundo tremor a atingir a região em menos de uma semana.

O chefe da Defesa Civil da região, José Zapata, disse que o movimento foi sentido em sete províncias e que as autoridades tomaram as precauções do caso haja qualquer repetição do tremor.

Este é o oitavo sismo sensível registrado no Peru em 2008, já que na última segunda-feira outro tremor, de 4,1 graus na escala Richter, atingiu a região de La Libertad (norte).

Em 15 de agosto de 2007, um terremoto de 7,9 graus na escala Richter devastou a costa central e sul do país e causou cerca de 600 mortes e deixou mais de 70 mil desabrigados.

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG