Roma, 8 abr (EFE).- O centro da Itália, arrasado pelo terremoto que, na madrugada de segunda-feira (hora local), atingiu a região de Abruzzo, registrou, por volta de 23h30 (18h30 de Brasília), um tremor de 3,8 graus na escala Richter, informou hoje a Defesa Civil italiana.

O último abalo, que, segundo a Agência Estadual para Terremotos dos Estados Unidos, alcançou os 4,6 graus na escala Richter, foi localizado a 5 quilômetros de profundidade e teve seu epicentro 70 quilômetros a oeste da cidade de Pescara, no litoral de Abruzzo.

Esta réplica do grande sismo que devastou a região na segunda foi registrada depois que, às 19h42 (14h42 de Brasília) desta terça, um tremor de 5,3 graus na escala Richter teve epicentro 70 quilômetros de Pescara.

A terra continua tremendo no centro da Itália, depois que o forte terremoto de 5,8 graus na escala Richter deixou, até agora, 235 mortos, mil feridos e 17 mil deslocados, que enfrentam sua segunda noite sem teto, esperando que a situação se estabilize e que possam voltar ao que restou de suas casas.

Na manhã desta terça, outros dois fortes tremores, de 3,6 e 4,7 graus na escala Richter, voltaram a causar pânico entre os moradores de Abruzzo, que passaram a primeira noite nos abrigos habilitados pelas autoridades com a esperança de que este pesadelo termine o mais rápido possível. EFE mcs/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.