A treinadora do SeaWorld da Flórida morreu por múltiplos traumatismos e afogamento depois que uma orca de cerca de 5,5 toneladas agarrou seu rabo de cavalo e a deixou submersa em frente a espectadores chocados no Estádio Shamu, disseram autoridades do Condado de Orange.

A orca deixou Dawn Brancheau, de 40 anos, "submersa por um longo período de tempo", afirmou Chuck Tompkins, curador as operações do SeaWorld ao programa "American Morning", da TV CNN.


Corpo da treinadora é visto ao lado do tanque das orcas / AP

O legista do condado afirmou que Dawn "provavelmente morreu de múltiplos traumatismos e se afogou depois que uma das orcas do parque a puxou para dentro de uma piscina do Estádio Shamu", segundo uma declaração das autoridades locais.

O anúncio confirma o relato de Tompkins, que contou que a treinadora estava acariciando o focinho do animal, chamado de Tillikum, "quando a orca a agarrou pelo cabelo, amarrado em um longo rabo de cavalo, e a levou para o fundo da água".

As equipes de resgate não puderam socorrer imediatamente Dawn por causa da "natureza agressiva" da orca, afirmaram as autoridades do condado.

A direção do parque aquático expressou choque depois do ataque. Dawn tinha mais de 20 anos de experiência - 16 deles passados ao lado da baleia que pôs fim à sua vida.


Imagem de 2005 mostra Dawn Brancheau ao lado de uma das orcas do SeaWorld / AP

As apresentações com orcas foram canceladas temporariamente nos parques Sea World na Flórida e na Califórnia.

Grupos de proteção dos animais disseram que o incidente poderia ser evitado se os animais não fossem mantidos em piscinas pouco espaçosas, que chamaram de "banheiras".

Orca de passado controverso

Segundo o Orlando Sentinel, Tillikum, conhecida popularmente como "Tilly", tem um passado controverso.

A orca é responsabilizada pelo afogamento de um de seus treinadores em 1991, enquanto se apresentava em um parque no Canadá, informou o jornal.

Vendida ao SeaWorld em 1992, a orca envolveu-se em um segundo incidente quando autoridades descobriram o corpo de um homem nu em suas costas em julho de 1999.

Um ex-funcionário do parque disse ao Orlando Sentinel que Tillikum é geralmente mantida isolada das outras orcas do parque e os treinadores não têm autorização para entrar na água com ela por causa de seu histórico.

"Tilikum", que significa "amigo" na língua dos índios Chinook, é uma das orcas que participam dos famosos espetáculos com animais marinhos nos parques do Seaworld, que incluem ainda golfinhos e focas.

Conhecidas também como baleias assassinas, as orcas na verdade são mais próximas da família dos golfinhos. Elas receberam o apelido de "assassinas" por serem grandes predadoras.

*Com informações da AP e BBC


Leia mais sobre baleia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.