Genebra, 8 jan (EFE).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) informou hoje que as regiões de maior transmissão do vírus da gripe A (H1N1) são a Europa central, oriental e do sudeste, bem como o norte da África e o sul da Ásia.

Na Europa, a propagação continua alta, embora seja elevada principalmente na Polônia, Sérvia, Ucrânia e Geórgia, onde se registra uma forte incidência de doenças respiratórias severas, informou a OMS.

Além disso, o organismo destacou que os países onde há mais diagnósticos positivos são Grécia (72%), Geórgia (54%), Suíça (49%), Portugal (48%) e Alemanha (48%).

Já na maioria dos países da Europa ocidental e do norte, as taxas de infecção permanecem caindo, assinalou a OMS.

No norte da África, foi registrado um aumento das doenças respiratórias, particularmente no Egito, enquanto no Marrocos o pico da pandemia parece ter passado.

No sul da Ásia, o vírus continua se alastrando, sobretudo no norte da Índia, no Nepal e no Sri Lanka.

A OMS ressaltou que o H1N1 continua sendo o vírus que mais se propaga no mundo, enquanto o vírus H3N2 da gripe sazonal se difunde lentamente na China. EFE is/sa/ma

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.