Transexual grávido de gêmeos quer que filhos sejam meninos

Madri, 29 mar (EFE).- O espanhol Rubén Noé Coronado, primeiro transexual do mundo grávido de gêmeos, assegura, na nona semana de gestação, que, se tivesse que escolher, queria que seus filhos fossem meninos, mas que sua parceira, Esperanza, gostaria mais de meninas.

EFE |

Rubén, de 25 anos, cujo nome legal continua sendo Estefanía Jiménez Coronado, conta aos jornais espanhóis "El País" e "El Mundo" que vive uma experiência criticada por um setor da sociedade que inclui desde médicos a membros de seu próprio coletivo.

"Que mal tem em que, pelo menos uma vez na vida, os sonhos se realizem?", questiona o futuro pai a todos aqueles que afirmam que sua decisão de ter filhos era "uma contradição".

Rubén, que interrompeu em julho o tratamento hormonal destinado a completar sua mudança de sexo, ficou grávido através da inseminação artificial de um óvulo dele mesmo, já que conserva os órgãos reprodutores femininos, com capacidade de ovular.

"Estou em meu direito de ter filhos. Vamos ser um pai, uma mãe e dois filhos. Não vejo problema", afirmou na entrevista ao "El País".

Apesar da gravidez, Rubén afirma ter certeza de sua identidade sexual e que, quando seus filhos tiverem nascido, voltará ao tratamento hormonal e terminará o processo de mudança de sexo.

O parto de Rubén será antecipado para o final de setembro, mas, antes, o jovem se casará com Esperanza, de 43 anos, que já tem dois filhos de uma relação anterior. "Quero que ela seja legalmente a mãe dos meus gêmeos", conclui.

    Leia tudo sobre: madritransexual

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG