Dacar, 26 jul (EFE).- A tranquilidade marcou neste domingo o segundo turno das eleições presidenciais na Guiné-Bissau, segundo as emissoras de rádio regionais captadas em Dacar, após o fechamento dos colégios eleitorais.

Segundo os veículos de imprensa, a apuração de votos começou logo depois do fechamento dos centros de votação, às 17h locais (14h de Brasília).

As emissoras destacaram que, até 12h, a participação eleitoral não foi alta. A estimativa é de que esse índice corresponda a 40% do total de eleitores que foi às urnas no primeiro turno.

Quase 600 mil eleitores foram convocados para escolher entre Malam Bacai Sanhá, do governante Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), e Kumba Ialá, do Partido da Renovação Social (PRS), os dois candidatos mais votados no primeiro turno, realizado em 28 de junho.

A divulgação dos resultados do segundo turno ainda deve demorar alguns dias. O vencedor substituirá João Bernardo Vieira, assassinado em 2 de março por um grupo de soldados em represália ao atentado que custou a vida do chefe do Estado-Maior das Forças Armadas de Guiné-Bissau, general Tagme Na Wai. EFE st/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.