Tragédia ofusca ato de presidente argentina em Dia da Independência

Buenos Aires, 9 jul (EFE) - Um homem morreu e outras 16 pessoas ficaram feridas hoje na queda de uma tribuna instalada no Hipódromo da capital da província de Tucumán, onde a presidente argentina, Cristina Fernández de Kirchner, liderou um ato pelo 192º aniversário da declaração de independência do país.

EFE |

O morto foi identificado como Juan Valdés e os feridos, entre os quais há menores de idade, foram levados ao Hospital Padilla da cidade de San Miguel de Tucumán, disseram fontes oficiais.

A queda da estrutura tubular aconteceu minutos antes do começo da cerimônia, na qual, posteriormente, a presidente argentina pediu um minuto de silêncio em memória do falecido.

Em 18 de junho, outro cidadão de Tucumán, Carlos Marriera, morreu na Praça de Maio de Buenos Aires, horas antes de um grande ato em apoio à gestão de Cristina no conflito que mantém em confronto há quase quatro meses o Governo com o campo.

Esse dia, Marriera morreu em decorrência do golpe que recebeu na cabeça quando foi atingido na cabeça por um pesado farol de bronze do histórico passeio situado em frente à sede do Governo. EFE cw/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG