O dispositivo contra incêndio que causou a catástrofe no submarino nuclear russo Nerpa foi ativado de maneira intempestiva, apesar da ausência de fogo a bordo, declarou nesta terça-feira o porta-voz da marinha russa, Igor Dygalo.

"A explicação oficial é a ativação intempestiva do sistema contra incêndio. Não havia fogo de nenhum lado", disse o porta-voz, citado pela agência Interfax.

Vinte pessoas morreram sábado a bordo de um submarino nuclear pela inalação de gás freon emitido acidentalmente, ao ser acionado o dispositivo, no pior acidente com um submarino russo desde a tragédia do "Kursk" que causou 118 mortos em 2000 no norte da Rússia.

vl/bfi/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.