Bangcoc, 6 mar (EFE).- Narcotraficantes birmaneses mataram a tiros 13 membros das forças de segurança durante uma operação antidrogas em uma área remota de Mianmar (Mianmar), informou hoje a imprensa oficial.

As mortes aconteceram em 20 de fevereiro, na fronteira com a Tailândia, segundo o jornal "New Light of Mianmar", que costuma dar notícias com semanas de atraso devido ao forte controle da Junta Militar sobre os meios de comunicação.

A publicação disse que os policiais estavam patrulhando a margem do rio Mekong, na altura da aldeia de Tachileik, quando se depararam com os traficantes. Na troca de tiros, morreram oito agentes, dois paramilitares e três motoristas. Não há informações sobre óbitos entre os criminosos.

Cinco dias depois, uma unidade especial da Polícia que saiu em busca dos traficantes encontrou em uma ilhota um arsenal com lança-granadas, projéteis, rifles e munição escondidos.

Os agentes também acharam blocos e envelopes de pó de cafeína, utilizado na produção de metanfetaminas. EFE grc/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.