Traficante faz acordo com EUA para ser libertado após delatar comparsas

Bogotá, 26 jun (EFE).- O traficante colombiano Víctor Patiño Fómeque conseguiu um acordo com a Justiça dos Estados Unidos e sairá de prisão nos próximos dias sob o programa de proteção de testemunhas após delatar membros dos cartéis da droga e suas alianças com políticos, revelou hoje sua defesa.

EFE |

O advogado de defesa de Patiño, Humberto Domínguez, confirmou para a rádio "RCN" que há um acordo com a Justiça americana que lhe dará "grandes benefícios".

"Posso afirmar que ele vai receber grandes benefícios e, além disso, não posso dizer mais. Chegará o momento em que o processo dele vai se abrir para que tudo saia à luz pública e, quando acontecer isto, se vai saber como tudo foi manejado, embora nunca se vai saber exatamente se houve colaboração e qual foi esta ajuda", declarou.

Patiño, um ex-policial que se tornou pistoleiro do Cartel de Cali e que ajudou a fundar o Cartel do Vale do Norte, tinha que cumprir uma condenação de 15 anos nos EUA, mas sua defesa conseguiu reduzi-la para seis, os mesmos que permaneceu em uma prisão de Miami, disse hoje o jornal El "Tiempo".

"Além disso, nos registros do Birô Federal de Prisões dos EUA Patiño já aparece livre", afirmou.

Segundo a publicação, o "polêmico" acerto com a Justiça dos EUA foi obtido após delatar membros da organização de Diego Montoya Sánchez e a Juan Carlos Ramírez Abadía, ambos capturados.

Além disso, relatou as ligações de líderes políticos com a máfia.

EFE fer/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG