A justiça federal americana condenou nesta terça-feira o narcotraficante colombiano Eugenio Montoya a 30 anos de prisão por crimes de narcotráfico e obstrução da justiça.

Montoya, que chegou extraditado da Colômbia aos Estados Unidos em junho de 2008, se declarou culpado em janeiro depois de um acordo com os promotores do governo americano, mas recebeu a pena máxima de prisão prevista.

Eugenio Montoya era um dos líderes do cartel colombiano do Norte do Valle, grupo narcotraficante que chegou a fazer entrar 70% da cocaína vendida nos Estados Unidos e na Europa.

jco/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.