Trabalhistas israelenses mantêm atuais dirigentes após primárias

Jerusalém, 5 dez (EFE).- As internas trabalhistas reafirmaram em seus postos os atuais dirigentes do partido, faltando poucos dias para as eleições gerais de 10 de fevereiro.

EFE |

O atual ministro do Turismo, Itzhak Herzog, e os deputados Ophir Pines-Paz e Avishai Braverman, que receberam mais de 20 mil votos, conquistaram os primeiros postos na lista de candidatos ao Parlamento para as próximas eleições, informou esta manhã o secretário-geral do partido, Eitan Cabel.

O Trabalhismo foi ontem o primeiro partido israelense a realizar eleições primárias, e ainda este mês acontecem as do pacifista Meretz, do nacionalista Likud, e do Kadima, de centro-direita.

"Demonstraremos ao público que somos a melhor opção para acabar com as diferenças sociais", disse hoje o líder trabalhista, Ehud Barak.

Também estarão à frente do Trabalhismo os deputados Sheli Yehimovich, ex-jornalista; Matan Vilnai, ex-subchefe do Exército; Binyamin Ben-Eliezer, ministro das Infra-estruturas Nacionais; Amir Peretz, ex-líder do partido, e Yuli Tamir, ministra da Educação. EFE Elb/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG