Picadores seguem aprisionados em escombros depois da inundação de uma fonte de carvão localizada no nordeste do país

PEQUIM - Vinte e quatro picadores continuam presos após a inundação de uma mina de carvão do nordeste da China, o último de uma série de acidentes que deixou mais de meia centena de mortos no último mês, informou hoje a agência oficial de notícias "Xinhua".

As equipes de resgate lutam contra o tempo para resgatar os mineiros presos desde ontem na mina Hengxinyuan, da cidade de Jixi, província de Heilongjiang, segundo informa o Governo municipal.

A "Xinhua" informou que as autoridades tinham ordenado fechar o poço acidentado antes do fim deste ano, mas não está claro se os mineiros estavam trabalhando na produção ou na demolição de equipamentos.

O acidente aconteceu apenas algumas horas depois que uma explosão em um poço de hulha da província de Shanxi deixou 17 mortos e 104 feridos, incluindo sete em estado grave.

O setor da mineração do carvão na China é o que apresenta o maior índice de mortalidade do mundo, com 2.600 mortos em 2009 e 351 neste ano, devido à precariedade das medidas de segurança do trabalho no país e a que o setor está sendo explorado em excesso, já que este combustível fornece 70% da energia consumida pelo país.

* Com EFE

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.