TPII desmente que detido no Quênia seja Mladic ou Hadzic

Haia, 27 mar (EFE).- A pessoa detida no Quênia sob a suspeita de ser um fugitivo do Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) não é Ratko Mladic nem Goran Hadzic, afirmou hoje à Agência Efe uma porta-voz do escritório da Promotoria dessa corte.

EFE |

"O detido não tem nada a ver com Mladic nem com Hadzic, ou seja, não é um de nossos fugitivos", declarou a porta-voz.

Mladic, de 67 anos, é acusado de genocídio, crimes de guerra e crimes contra a humanidade por supostamente ter planejado o massacre de Srebrenica, em 1995, quando até 8 mil homens muçulmanos foram assassinados pelas forças sérvias.

Hadzic, de 50 anos, é procurado por crimes contra a humanidade durante a guerra na Croácia.

Primeiramente, as autoridades quenianas tinham informado que o suspeito poderia ser Mladic, que está foragido da Justiça há mais de uma década. EFE mr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG