TPII confirma que vai libertar ex-presidente servo-bósnia antecipadamente

Haia, 15 set (EFE).- O Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) vai libertar em outubro a ex-presidente da República servo-bósnia Biljana Plavsic, condenada em 2003 a 11 anos de prisão por crimes de guerra na Bósnia.

EFE |

Plavsic cumpre sua pena em uma prisão da Suécia, cuja legislação contempla a libertação de prisioneiros depois do cumprimento de dois terços da pena.

Em sua decisão, os juízes do TPII apontam que não se opõem à adequação do cumprimento da pena da ex-presidente servo-bósnia às leis suecas.

Plavsic foi a única mulher condenada pelo TPII por crimes contra a humanidade na guerra da Bósnia (1992-1995).

Entre 1996 e 1998, ela foi presidente da República Sérvia, uma das duas regiões que compõem a Bósnia-Herzegóvina junto com a Federação da Bósnia.

Plavsic se entregou voluntariamente ao TPII em 2001 depois de ser acusada formalmente e assumiu a culpa pelo crime de perseguição por motivos étnicos, religiosos e políticos. EFE mr/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG