TPII condena o ex-general muçulmano Rasim Delic a 3 anos de prisão

Haia, 15 set (EFE).- O Tribunal Penal Internacional para a Antiga Iugoslávia (TPII) condenou hoje a três anos de prisão o ex-general muçulmano Rasim Delic por crimes contra sérvios cometidos durante a Guerra da Bósnia (1992-1995).

EFE |

A condenação não foi maior porque os juízes consideram o acusado "inocente" de três das acusações atribuídas a ele.

Os magistrados concluíram por maioria que Delic não tomou todas as "medidas necessárias e razoáveis" para prevenir e punir os crimes de tratamento cruel cometidos pela unidade de voluntários islamitas do Exército bósnio. EFE mr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG