Tóquio pede que Pyongyang leve resolução da ONU a sério

Tóquio, 13 jun (EFE).- O primeiro-ministro japonês, Taro Aso, pediu hoje que a Coreia do Norte leve a sério a resolução aprovada nesta sexta-feira pelo Conselho de Segurança da ONU, que autoriza a inspeção de navios e aviões suspeitos de transportar armamento.

EFE |

"Queremos que a Coreia do Norte leve a sério a clara mensagem da comunidade internacional na resolução", disse Aso depois de a ONU aprovar mais sanções contra o regime comunista, em resposta a seu teste nuclear de 25 de maio e os lançamentos de mísseis que ocorreram em seguida.

Para o primeiro-ministro japonês, todos os países "devem trabalhar juntos com medidas executivas baseadas na resolução", o que prometeu que o Japão fará com rapidez.

A nova resolução da ONU impõe um embargo total às exportações de armas da Coreia do Norte e amplia a proibição de suas importações de armamento, além de permitir a inspeção de navios e aviões suspeitos de transportar armamento.

Também pede aos Estados-membros que antes de 30 dias ampliem a lista de ativos, entidades e indivíduos do regime norte-coreano que devem ser submetidos a sanções. EFE psh/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG