Tamanho do texto

Tóquio, 12 mai (EFE).- O Japão manifestou hoje sua satisfação com a libertação da jornalista americana Roxana Saberi, de pai iraniano e mãe japonesa, que foi detida em Teerã por suposta espionagem para os Estados Unidos.

"Estamos contentes com a libertação de Saberi", expressou hoje o ministro de Exteriores japonês, Hirofumi Nakasone, em comunicado.

A repórter, de 32 anos, que em 18 de abril foi condenada no Irã a oito anos de prisão por espionagem, foi liberada nesta segunda-feira depois de o Tribunal de Apelação iraniano revisar sua pena.

Ela tinha sido detida no dia 31 de janeiro, aparentemente quando tentava comprar vinho para uma festa.

Saberi, que tem passaporte iraniano, trabalhava em Teerã há seis anos como freelance para diferentes meios de comunicação americanos e britânicos. EFE clb/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.