Em filme de 17 minutos, ator elogia postura de líder americano diante das dificuldades ao longo de seu mandato

A equipe de campanha do presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em breve divulgará um documentário de 17 minutos que tem a participação do ator Tom Hanks elogiando o líder americano e mostrando o seu lado inabalável diante das dificuldades encontradas durante o seu mandato.

Tom Hanks na cerimônia do Oscar, em 25 de fevereiro, em Los Angeles
AP
Tom Hanks na cerimônia do Oscar, em 25 de fevereiro, em Los Angeles
A equipe de Obama apresentou nesta quinta-feira o trailer deste documentário, que será exibido na próxima semana e no qual figuram personagens-chave da administração que contam como o presidente salvou a economia da primeira potência mundial e eliminou o líder da Al-Qaeda, Osama Bin Laden.

Discurso: Obama adota 'retorno da grande nação' como tema de campanha

"Como compreender este presidente e o seu tempo no poder?", questiona a voz conhecida de Tom Hanks, com imagens dos milhões de partidários de Obama eufóricos durante o comício em Chicago, na noite de sua vitória em 2008.

"Devemos responder a esta pergunta olhando para as manchetes diárias ou observando o que nós, como país, enfrentamos?", prossegue o ator no filme intitulado "O caminho que nós atravessamos" foi dirigido por Davis Guggenheim, que recebeu um Oscar pelo documentário "Uma Verdade Inconveniente".

Campanha

O pequeno documentário é uma tentativa da equipe de campanha de Obama de mostrar as brigas e disputas partidárias que o chefe de Estado teve de enfrentar diariamente, e como conseguiu empurrar o país em tempos difíceis.

No trailer, vemos o vice-presidente Joe Biden contar um episódio famoso: quando Barack Obama, sozinho, tomou a decisão arriscada de enviar um comando das forças especiais Seals para o Paquistão em maio para matar Osama bin Laden.

"Quando ele saiu da sala, de repente eu percebi que ele estava sozinho, que era uma decisão sua, e ninguém estava lá com ele", relata Biden, com imagens de Obama olhando pela janela o gramado verde da Casa Branca.

*Com AFP

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.