Todos querem uma foto ao lado de Obama em Trinidad e Tobago

Nem os chefes de Estado, nem os altos funcionários que participam na quinta Cúpula das Américas em Trinidad e Tobago escaparam da Obamamania e sem o menor acanhamento fazem de tudo para aparecer em fotos ao lado do presidente americano, o que provocou alguns incidentes durante o evento.

AFP |

Barack Obama se mostra afável e paciente com os pedidos e breves intercâmbio de palavras dos fãs, sob o olhar sempre atento dos seguranças.

Essa febra foi desatada justamente pelo presidente venezuelano Hugo Chávez, um dos mais críticos em relação a Washington e cuja imagem em que aparece apertando a mão de Obama foi destaque nos principais jornais da região.

Outros presidentes que fazem parte do bloco da Alternativa Bolivariana para as Américas (ALBA) e se opõem ferrenhamente a uma hegemonia americana nas relações com a região, também aproveitaram a cúpula para fotografar com o líder americano.

Outros que sucumbiram aos encantos de Obama foram o presidente nicaraguense Daniel Ortega, o equatoriano Rafael Correa ou o boliviano Evo Morales.

O presidente colombiano, Álvaro Uribe, aliado próximo dos Estados Unidos, também não fez por menos e mostrou para todos a dedicatória que Obama fez num papel com os temas que os dois trataram juntos: "Para o presidente Uribe, com admiração".

hov/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG