México, 29 abr (EFE).- Os governadores dos 32 estados mexicanos mantêm o alerta para conter o avanço da epidemia da gripe suína, que deixou 99 contagiados e oito mortos na capital.

O México vive uma emergência epidemiológica e a maioria dos casos se concentra no Distrito Federal e nos estados de México e San Luis Potosí.

As autoridades sanitárias federais confirmaram a presença da gripe suína também em Colima e Veracruz, e nos 27 estados restantes há suspeitas de contágio.

Nesta semana foram suspensas em todo o país as atividades escolares em todos os níveis, e em vários estados foram canceladas diversas atividades recreativas e culturais.

Na Cidade do México, as autoridades sanitárias informaram que até ontem tinham atendido a 346 pessoas com suspeita de contágio, das quais 115 foram hospitalizadas.

Já no Estado de México seis mortes foram confirmadas até o momento, mas por gripe estacional, em enquanto outras 139 pessoas permanecem hospitalizadas sob suspeita de gripe suína.

Em San Luis Potosí, o governador, Marcelo de los Santos, indicou que cerca de 100 pacientes apresentam sintomas da gripe suína, dos quais 13 deles morreram pelo vírus, e 66 permanecem hospitalizados.

EFE jrm/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.