Um cigarro que caiu sobre produtos inflamáveis causou o incêndio numa fábrica de colchões de Casablanca no qual morreram 55 pessoas sábado, anunciou nesta terça-feira a promotoria geral da cidade em comunicado.

"Trata-se de uma falha humana", diz um comunicado sobre o assunto divulgado pela agência marroquina Map.

O dono da empresa "Rosamor" e seu filho, o gerente, são acusados de não proporcionarem "condições e equipamentos de segurança (...), além de homicídio, de provocar ferimentos involuntários e não assistir a pessoas em perigo".

aff/al/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.