Tocha olímpica é recebida com protestos em Nova Délhi

Nova Délhi - Dezenas de refugiados tibetanos receberam com protestos na madrugada desta quinta-feira a tocha olímpica em Nova Délhi, que chegou em um avião especial procedente do Paquistão, segundo diversas fontes.

EFE |

A Polícia deteve cerca de 40 tibetanos nas cercanias do luxuoso hotel Le Meridien, onde se encontra a tocha, depois que eles bloquearam várias estradas em protesto contra as ações chinesas no Tibete, informou a agência estatal indiana de notícias "PTI".

Segundo o diário "The Times of India", cerca de 20 mil agentes estão em Nova Délhi para evitar incidentes durante o percurso da tocha.

O avião especial com a tocha aterrissou à 1h10 (16h40 de quarta-feira em Brasília). Pouco depois chegar à Índia, grupos de tibetanos usando jaquetas amarelas com a mensagem "Liberdade para o Tibete" tentaram invadir o cordão de isolamento policial em vários pontos da cidade.

As forças de segurança interromperam o trânsito em várias das principais ruas e avenidas do sul de Nova Délhi devido aos protestos, o que gerou grandes engarrafamentos nos arredores do aeroporto.

Na quarta-feira, 47 tibetanos foram detidos quando protestavam em favor da causa tibetana em frente à Embaixada da China em Nova Délhi, onde a presença policial foi constante nas últimas semanas.

Calcula-se que a Índia acolhe cerca de 130 mil refugiados tibetanos que deixaram seus lares depois da revolta de 1959, que forçou o exílio do Dalai Lama.

O Governo tibetano no exílio está sediado na cidade indiana de Dharamsala, no norte do país e próxima ao Himalaia.

Leia mais sobre: Olimpíada

    Leia tudo sobre: olimpíada

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG