Tiroteio no Paquistão termina com dois jornalistas feridos

Islamabad, 14 nov (EFE).- Dois jornalistas, um de nacionalidade japonesa e outro paquistanesa, ficaram feridos hoje em um tiroteio registrado nas proximidades da cidade de Peshawar (noroeste do Paquistão), informou a Polícia.

EFE |

Segundo uma fonte policial citada pela emissora "Geo TV", o tiroteio aconteceu na região de Hyatabad, quando os jornalistas seguiam para o distrito tribal de Khyber para entrevistar um líder talibã.

Hyatabad fica na Província da Fronteira Noroeste, uma das regiões com maior presença dos talibãs paquistaneses.

"Estou ok", declarou por telefone à agência japonesa "Kyodo" o jornalista Motoki Yotsukura, que ficou ferido em uma perna e foi levado a Islamabad.

Nos últimos dias a região foi palco do assassinato de um americano, na última quarta, e do seqüestro, na última quinta, de um diplomata iraniano, uma ação na qual morreu um de seus seguranças.

Influenciada pelos últimos "incidentes de segurança" a ONU decidiu suspender suas missões em Peshawar até revisar novamente a situação no dia 18 de novembro, segundo uma fonte que pediu o anonimato.

Tanto a Província da Fronteira Noroeste (NWFP) como as áreas tribais próximas são palco de um forte movimento insurgente que colocou em xeque o Exército paquistanês nos últimos meses. EFE igb/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG