WASHINGTON (Reuters) - As ameaças contra juízes norte-americanos e promotores federais aumentaram 12 por cento no ano fiscal de 2008, disse o governo em um relatório divulgado nesta segunda-feira horas antes de um homem abrir fogo em um tribunal de Las Vegas. Juízes, autoridades judiciais e promotores relataram 1.278 ameaças no ano fiscal que terminou em 30 de setembro de 2008, em relação a 1.145 no ano fiscal anterior, segundo um relatório do inspetor geral do Departamento de Justiça.

Em um incidente nesta segunda-feira que ilustrava a ameaça, um homem sacou uma arma de seu casaco e abriu fogo em um tribunal federal de Las Vegas, disse o FBI.

O atirador foi morto depois de matar um segurança do tribunal e de ferir um agente norte-americano no prédio, que também abriga os escritórios de dois senadores de Nevada. Não se sabia o motivo dos tiros e o homem aparentemente agiu sozinho.

O relatório divulgado nesta segunda-feira também diz que o Serviço de Agentes não coordenou suas respostas a ameaças com o FBI e com as autoridades de segurança locais. E juízes e promotores nem sempre relatavam as ameaças.

(Reportagem de Jeremy Pelofsky)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.