Caracas, 27 jan (EFE).- Pelo menos oito presidiários morreram hoje e 16 ficaram feridos durante um tiroteio registrado no presídio de La Planta, no centro de Caracas, informou a diretora nacional de Serviços Penitenciários, Consuelo Cerrada.

"Houve uma situação interna lamentável entre os pavilhões dois e três na qual oito internos faleceram e 16 ficaram feridos", disse Cerrada à imprensa.

A diretora explicou que os feridos foram levados para um hospital e confirmou que entre os mortos não há guardas, nem familiares dos presos.

"Todos os falecidos são detentos, a maioria por armas de fogo", disse.

O tiroteio começou por volta das 9h locais de hoje (11h30 de Brasília) depois de brigas internas, assegurou Cerrada, que negou que a causa fosse uma suposta transferência de presos para outro presídio.

Cerrada também desmentiu versões de alguns familiares que esperavam do lado de fora da prisão e que asseguraram que a Guarda Nacional interveio no tiroteio para controlar a situação.

A diretora de serviços penitenciários disse que o confronto foi exclusivamente entre detentos.

O tiroteio coincide com a publicação do relatório de 2009 da ONG Observatório Venezuelano de Prisões, segundo o qual 366 presidiários morreram e 635 ficaram feridos nas prisões do país.

O número de mortos em 2009 caiu na comparação com 2008, quando houve 422, assim como o de feridos, que era de 854. EFE rr/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.