Washington - Um homem abriu fogo hoje ao entrar em uma estação do metrô de Washington, a poucos metros do Pentágono, iniciando uma troca de tiros que terminou com dois policiais feridos e o fechamento da estação.

Richard Keevil, chefe da Polícia do Pentágono, disse que o homem, até agora não identificado, também ficou ferido "com gravidade" quando os policiais responderam aos disparos.

"Ele entrou e não mostrou nenhuma emoção quando começou a disparar. Os agentes atuaram de maneira decisiva para neutralizar a ameaça", acrescentou em entrevista coletiva.

Um porta-voz do Pentágono informou que os três foram transferidos a um centro de primeiros socorros e que os policiais não sofreram ferimentos graves.

"A investigação já está sendo realizada" para esclarecer os motivos do ataque, acrescentou a Polícia.

A estação está a poucos metros do complexo militar que conta com vigilância especial desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

O incidente ocorreu no momento de maior movimento de passageiros, quando os empregados do Pentágono e os passageiros que viajam de Washington para o estado da Virgínia retornavam a suas casas.

As entradas e saídas da estação foram fechadas devido à situação, segundo os canais da televisão local. Também foram fechados os acessos do Pentágono à estação do metrô.

Leia mais sobre: Estados Unidos

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.