Ancara, Turquia - Seis pessoas morreram - três policiais e três atacantes - e outras duas ficaram feridas hoje em um atentado contra o Consulado dos Estados Unidos em Istambul, segundo fontes oficiais.

O governador de Istambul, Muammer Guler, afirmou que os atacantes chegaram na seção para a concessão de vistos por volta das 10h30 (4h30 de Brasília) e apontaram suas armas contra a guarita de segurança dos agentes que protegiam a área.

"Foi comunicado que estas três pessoas vieram em um carro. Estamos procurando esse veículo. Três policiais morreram, um deles era um guarda da embaixada e os outros dois eram policiais de trânsito", disse Guler.


Movimentação em frente ao consulado dos EUA em Istambul; a polícia trabalha na identificação do responsáveis / AP

Os outros dois feridos, um civil e um policial, foram hospitalizados com ferimentos leves.

"Três dos atacantes foram mortos no local (...). Estamos investigando todas as dimensões do incidente. Neste momento, não posso dizer nada sobre as identidades, a organização e o objetivo dos terroristas", disse o governador.

Os policiais dentro da guarita blindada que fica na entrada do consulado não ficaram feridos, mas dois guardas de trânsito e outro policial alocado para o consulado morreram quando foram reagir aos atacantes.

"Um dos policiais se tornou mártir no local dos incidentes. Os outros dois morreram no hospital, onde foram internados com ferimentos muito graves", disse Guler.

A televisão "NTV" informou, citando fontes oficiais, que dois atacantes eram turcos e o terceiro era estrangeiro, e os três tinham viajado antes com freqüência ao Afeganistão.

"Quatro pessoas chegaram em um carro. O motorista escapou e estamos tentando localizá-lo", disse o procurador-chefe de Istambul, Aykut Cengiz Engin.

Um jovem que trabalhava em um posto de lavagem de veículos disse que o carro de onde saíram os atacantes era um Ford Focus branco, que parece ter sido encontrado pelos agentes, segundo a "NTV". No entanto, o motorista fugiu.

Várias testemunhas afirmam que o tiroteio durou entre cinco e oito minutos, e houve muitos tiros, disparados tanto pelos atacantes quanto pelos agentes, para repelir o ataque

Foi um ato terrorista, afirmam EUA

O embaixador americano em Ancara, Ross Wilson, disse que o ataque "claramente um ato de terrorismo".

"Não é adequado especular neste momento sobre quem são os autores responsáveis e quais eram seus objetivos, mas está claro que este é um ato de terrorismo", disse Wilson.

O embaixador americano expressou seu profundo agradecimento à Polícia turca pelo trabalho feito para proteger o consulado, e expressou suas condolências às famílias dos policiais assassinados.

"Este ataque não afetará nossas relações de estreita aliança e amizade. Nossos países trabalham juntos. Este é um ataque ao edifício dos EUA e cidadãos turcos foram assassinados nele", disse Wilson, destacando que Washington e Ancara estão cooperando na investigação sobre o atentado.

O diplomata disse também que pediu o reforço das medidas de segurança em torno de todos os edifícios do governo americano na Turquia.

"Já foram mobilizadas forças policiais adicionais ao redor de nossa embaixada em Ancara e dos consulados em Istambul e Adana".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.