Tiroteio deixa dois feridos no Museu do Holocausto em Washington

A polícia americana informou que um tiroteio dentro do Museu do Holocausto, em Washington, deixou pelo menos duas pessoas feridas. Segundo um porta-voz da polícia, o sargento David Schlosser, um homem portando uma arma comprida, não se sabe se um rifle ou uma espingarda de caça, teria entrado no museu às 12h45 (13h45 no horário de Brasília) e disparado contra um segurança.

BBC Brasil |

Dois outros guardas teriam respondido aos tiros, atingindo o autor dos disparos.

Tanto o autor dos disparos como o policial teriam sido feridos e foram levados para o George Washington University Hospital.

Gritos
Pessoas entrevistadas pelas emissoras de TV americanas que estavam no local no momento dos disparos contam ter ouvido gritos, visto sangue espalhado pelo chão e vidro quebrado.

O museu foi evacuado após o tiroteio, e as ruas próximas à instituição foram bloqueadas pela polícia.

O Museu do Holocausto normalmente conta com forte serviço de segurança, com guardas situados tanto dentro como fora da instituição. Ao entrar no museu, o visitante tem de passar por um detector de metais.

Na noite desta segunda-feira, o museu abrigaria um evento que contaria com a presença do procurador geral dos EUA, Eric Holder.

O museu fica no National Mall, região que abriga museus e célebres cartões postais de Washington, como o Monumento de Washington.

Cerca de 1,7 milhão de turistas visitam a região anualmente.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG