Tiroteio deixa 16 mortos no México

Chilpancingo (México), 16 abr (EFE).- Pelo menos 16 pessoas morreram em um tiroteio entre o Exército e um grupos de criminosos na região serrana de Guerrero, no sul do México, informou hoje o procurador desse estado, Eduardo Murrueta.

EFE |

Segundo ele, o confronto, registrado na noite de ontem dentro do povoado de San Nicolás del Oro, na cidade de San Miguel Totolapan, terminou com as mortes de 15 bandidos e um militar, enquanto outro militar ficou ferido.

Murrueta explicou que o tiroteio aconteceu quando uma patrulha militar do 40º Batalhão de Infantaria se dirigia a San Nicolás del Oro, em patrulhamento contra o crime organizado, e topou com um grupo armado com cerca de 30 bandidos que viajavam em oito caminhonetes de luxo e resistiram à ordem para que parassem.

O procurador não descartou uma segunda versão, de que os criminosos tentaram uma emboscada contra os militares.

Após o tiroteio foram confiscadas três dezenas de fuzis automáticos, a maioria deles AR-15 e AK-47, além de um fuzil Barret, pistolas, diversos explosivos e as oito caminhonetes.

San Nicolás del Oro é um povoado encravado na parte mais alta da serra de Guerrero, à qual se chega por um estreito caminho de terra e onde não há sequer telefone.

Ela é dominada por narcotraficantes do clã Beltrán Leyva e da Família Michoacana, que travam uma guerra particular pelo seu controle.

No ano passado, a onda de violência ligada ao narcotráfico deixou, em todo o país, 5.600 mortos.

Neste ano, até agora, já são 1.800. EFE lo/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG