Tiroteio com a Polícia afegã mata ao menos 11 supostos talibãs

Cabul, 31 jul (EFE).- Pelo menos 11 supostos rebeldes talibãs e um policial morreram durante uma troca de tiros iniciada após a explosão de uma bomba na província afegã de Herat (oeste), informou hoje a Polícia.

EFE |

As mortes aconteceram ontem, num distrito na fronteira com o Irã.

Antes do tiroteio, que feriu cinco rebeldes e um policial, insurgentes detonaram uma bomba.

O explosivo foi acionado durante a passagem de um carro da empresa de segurança americana USPI, disse à agência afegã "AIP" o chefe da Polícia de Herat, Asmatullah Alizai. Três funcionários da companhia saíram feridos do ataque, acrescentou o oficial.

A versão dos talibãs, no entanto, é diferente. Segundo Mohammed Yousuf Ahmadi, porta-voz do grupo, os insurgentes atacaram dois carros da Polícia. Durante o tiroteio, 13 policiais e dois talibãs morreram.

O confronto aconteceu em plena campanha para as eleições presidenciais de 20 de agosto. Para garantir uma votação tranquila, as autoridades têm tentado chegar a um acordo com os talibãs. EFE nh/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG