Kiev, 20 fev (EFE).- A primeira-ministra da Ucrânia, Yulia Timoshenko, retirou hoje o recurso que havia apresentado ao Tribunal Administrativo Supremo (TAS) para impugnar por fraude os resultados das eleições presidenciais de 7 de fevereiro.

"Não vemos sentido em continuar o estudo da demanda e, em vista do exame formal feito pelo tribunal das provas que apresentamos, retiramos o recurso", disse Timoshenko, citada pela agência "Interfax", quando a audiência do caso foi retomada.

O juiz relator, Alexand Nechitailo, perguntou se, com a declaração, a chefe do Executivo estava desistindo da ação.

Timoshenko respondeu que sim.

Nechitailo, que destacou que a legislação não permite a retirada de recursos uma vez iniciadas as audiências, decretou um recesso.

"Como candidata a presidente, deparei-me com uma máquina que funciona sobre bases que distanciam muito da justiça", disse Timoshenko à imprensa.

A chefe do Governo classificou a apreciação de sua queixa como uma "representação que tem muito pouco a ver com a justiça".

"Se (os juízes) seguirem adiante com o estudo do recurso (...), ficará evidente que querem abençoar (...) a fraude e dar a ela reflexos de legalidade", denunciou.

Após a apresentação do recurso, na quarta-feira passada, o TAS suspendeu de maneira cautelar os resultados definitivos do segundo turno das eleições presidenciais, que deram a vitória ao líder da oposição Viktor Yanukovich.

Timoshenko, a carismática política que inspirou a Revolução Laranja de 2004, entregou oito pastas de documentos junto com o recurso. A papelada, destacou, comprovaria fraudes no leste do país, principal reduto eleitoral de Yanukovich.

"Temos certeza de que houve falsificação sistemática, fundamental e universal no segundo turno", disse a candidata derrotada ao apresentar a documentação ao TAS.

Segundo os resultados da Comissão Eleitoral Central (CEC), Yanukovich foi eleito com o apoio de 48,95% (12.481.266) dos eleitores. Timoshenko, por sua vez, recebeu 45,47% (11.593.357) dos votos. EFE bk/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.