Timoshenko anuncia que contestará eleições na Justiça

Kiev, 13 fev (EFE).- A primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko, que perdeu o segundo turno das eleições presidenciais de domingo passado para o líder opositor Viktor Yanukovich, rompeu hoje o silêncio e afirmou que as eleições foram uma fraude e que recorrerá à Justiça para contestar.

EFE |

"Posso dizer com firmeza hoje que as eleições na Ucrânia foram uma fraude. Isso já não é uma declaração política, mas uma clara avaliação jurídica", declarou Timoshenko em mensagem ao povo ucraniano, divulgado em seu site "www.tymoshenko.ua".

Com todas as evidências na mão, disse a primeira-ministra, "tomei a única decisão possível: contestar os resultados nos tribunais".

"Com argumentos jurídicos como fundamento, defenderei nosso Estado e as eleições", acrescentou. EFE bk/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG