A primeira-ministra ucraniana, Yulia Timoshenko, em conflito com o chefe de Estado Viktor Yuchenko, ameaçou nesta sexta-feira convocar eleições presidenciais e legislativas antecipadas, que poderão ser decididas pelo Parlamento.

Timoshenko afirmou que o setor pró-ocidental do governo perderá a maioria no Parlamento no caso de realização de eleições antecipadas e que a Ucrânia dará então "uma virada de 180 graus" em termos de integração européia.

ant-vl/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.