Tibete e direitos humanos estão na agenda da visita de Durão Barroso à China

Pequim, 21 abr (EFE).- A situação dos direitos humanos e a liberdade de expressão na China, assim como o problema tibetano, serão tratados pelo presidente da Comissão Européia, José Manuel Barroso, em suas reuniões desta semana com os principais líderes chineses, informou hoje o escritório da Comissão em Pequim.

EFE |

"A Comissão sempre teve uma diálogo muito aberto com a China nestas matérias, e os recente eventos em Tibete são uma maior razão para tratá-las", disse a representação européia em comunicado.

Nos próximos dias 24 e 25 de abril, Durão Barroso visitará a China à frente de uma delegação que será integrada também por nove comissários europeus, com o principal objetivo é "abrir um diálogo com o primeiro-ministro chinês, Wen Jiabao, e o Governo, focalizado nos desafios da mudança climática e do desenvolvimento sustentável".

O português manterá encontros com Wen e também com o presidente da China, Hu Jintao, e lançará o chamado Mecanismo Econômico e Comercial de Alto Nível UE-China, aprovado por Bruxelas e Pequim na cúpula chinesa-européia realizada em novembro de 2007.

Tal mecanismo "fornecerá uma ferramenta melhor para enfrentar os problemas enfrentados pelas companhias que tentam se estabelecer na China", destacou o comunicado da delegação européia. EFE abc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG