Texto assinado por 225 mil pede que OMS explique origem da gripe

Genebra, 27 mai (EFE).- Representantes da Organização Mundial da Saúde (OMS) receberam hoje um pedido apoiado por 225 mil assinaturas para que seja investigada a origem da gripe suína e se, concretamente, foram as fazendas de porcos as reais causadoras da aparição da nova doença.

EFE |

A organização Avaaz, uma rede civil com mais de três milhões de participantes de 200 países, apresentou a solicitação, que foi acompanhada por uma pequena manifestação com dezenas de porcos de papelão e cartazes em uma rua perto da sede da OMS.

A representante da Avaaz Alice Joy explicou à Agência Efe que a organização fez contato há algumas semanas com especialistas em saúde de diferentes organizações, que reconheceram que existem indícios de que a produção industrial de carne de porco e a gripe estão relacionadas.

A organização decidiu então lançar uma campanha internacional de recolhimento de assinaturas para pedir a investigação do assunto e a regulação das fazendas industriais conforme os padrões de saúde pública.

"Todos os especialistas concordam que o problema é a concentração de enormes quantidades de porcos em espaços muito pequenos, o que somado à formação de grandes concentrações de estrume representam uma ameaça para saúde humana", disse Joy.

Além da OMS, o pedido foi apresentado à Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE is/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG