Testículos podem ser fonte de células-tronco, indica estudo

As células do testículo humano podem ser capazes de produzir mais do que esperma - elas podem vir a ser usadas para produzir qualquer tipo de célula do corpo do homem. Um estudo realizado por cientistas alemães e britânicos sugere que as células do testículo podem ser transformadas em células-tronco com características semelhantes às encontradas em embriões.

BBC Brasil |

A pesquisa foi divulgada na revista Nature.

Qualquer possibilidade de transformar células retiradas de um adulto em células-tronco que, depois, podem se converter em uma variedade de tecidos, oferece a oportunidade de um "tratamento personalizado" para pacientes, eliminando as chances de rejeição pelo sistema imunológico.

A utilização de células dos testículos para este fim traz a vantagem de evitar a polêmica ética que surgiu em torno da utilização de células de embriões.

Pesquisa
A pesquisa, envolvendo cientistas do King's College, em Londres, usou 22 amostras retiradas de biópsias ou de castrações cirúrgicas.

Dessas amostras, os pesquisadores extraíram um tipo de célula chamada de "célula de esperma precursora" - um tipo de célula-tronco adulta com função definida - e a transformaram em uma célula de esperma.

Esta foi manipulada em laboratório para adquirir as características de uma célula de embrião, capaz de produzir qualquer tipo de célula do corpo humano.

Mas ainda não se sabe se essas células produzidas em laboratório poderão ser mesmo usadas em humanos.

"O DNA das células-tronco dos testículos carece de modificações importantes que regulam a atividade de certos genes, e isso pode afetar a habilidade de produzir determinados tipos de tecidos maduros", diz Robin Lovell-Badge, especialista do National Institute for Medical Research, na Grã-Bretanha.

"As mesmas células também são a origem provável dos tumores de testículos, então será que essas células reprogramadas serão totalmente normais?", indagou.

Ele disse que respostas a essas perguntas ainda levarão algum tempo para serem respondidas e ressaltou que os únicos beneficiários da nova técnica seriam os homens.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG