Testemunhas teriam visto criminoso nazista em região entre Chile e Argentina

Buenos Aires, 17 jul (EFE).- O criminoso nazista, Aribert Heim, conhecido como Doutor Morte, teria sido visto por quatros pessoas em uma região entre as cidades de Puerto Montt (Chile) e Bariloche (Argentina), segundo informou hoje diretor do escritório israelense do Centro Simon Wiesenthal, Efraim Zuroff.

EFE |

As testemunhas disseram que Heim "está bem envelhecido, mas caminhando sozinho".

Na coletiva de imprensa concedida junto com Sergio Widder, representante para a América Latina do Centro Wiesenthal, Zuroff fez um balanço de sua recente viagem a Puerto Montt e Bariloche.

O diretor disse que, após obter dezenas de testemunhos nessas duas cidades, se sente "mais otimista do que há duas semanas", diante da possibilidade de levar Aribert Heim.

Policiais de Chile e Argentina estão dispostos a colaborar na busca do criminoso de guerra nazista, segundo Zuroff, que se reuniu nas últimas horas com o ministro de Justiça argentino, Aníbal Fernández.

"Isso fortalece nossa esperança de que (Heim) seja encontrado em pouco tempo", disse Zuroff, que esclareceu que há um "consenso em extraditá-lo para que seja julgado na Alemanha".

Nas próximas duas semanas, será lançada no Chile e na Argentina uma campanha para ajudar na busca por Heim e que oferecerá a recompensa de 315 mil euros a quem fornecer dados que permitam a captura dele.

"Para nós, sua idade é irrelevante. Será julgado, desde que esteja em boas condições mentais. Achamos que a passagem do tempo não diminui sua culpa e ninguém merece um prêmio por chegar à velhice. O bom desta viagem é que aumentamos a pressão sobre Heim e sua família. E todos sabemos que quando alguém está pressionado comete erros. Aí está nossa principal expectativa", concluiu. EFE cw/rb/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG