Teste nuclear da Coreia do Norte se pareceu com explosão, diz agência

VIENA - O teste nuclear da Coreia do Norte nesta semana foi maior que o realizado em 2006, mas não na escala antes anunciada, disse a agência de monitoramento para suspensão atômica nesta sexta-feira.

Reuters |


A Organização do Tratado de Proibição Total de Testes Nucleares (CTBTO, na sigla em inglês), baseada em Viena, disse que só poderá ter a prova absoluta de que a explosão de segunda-feira foi o segundo teste nuclear de Pyongyang após a descoberta de qualquer partícula radioativa e gases nobres.

A agência deverá obter os resultados na próxima semana, mas disse que dados mostraram que o teste se pareceu com uma explosão e um terremoto.

"Um sinal de algo como uma explosão é claramente visto nos dados iniciais. Não há dúvida", disse o secretário-executivo da CTBTO, Tibor Toth, durante coletiva de imprensa nesta sexta-feira.

Pouco depois do teste de segunda-feira, a Rússia disse que a explosão foi 20 vezes maior que o primeiro teste norte-coreano de mil toneladas, realizado há três anos, ou o equivalente à bomba atômica lançada pelos Estados Unidos na cidade japonesa de Nagasaki, na Segunda Guerra Mundial.

No entanto, a CTBTO e os EUA reavaliaram para baixo o poder do experimento subterrâneo da Coreia do Norte.

"Houve um epicentro de algo como um terremoto e sinais de algo como explosão da mesma fonte", declarou Lassina Zerbo, chefe do centro CTBTO que coleta dados de estações de monitoramentos sísmicos em todo o mundo. O teste de 2006 provocou apenas ondas de explosão.

Ele disse que o teste norte-coreano teve magnitude de 4,52 na escala Richter, enquanto a experiência em 2006 chegou a 4,1.

infografico
Clique para ver o infográfico sobre o teste nuclear norte-coreano

Leia também:

Leia mais sobre: Coreia do Norte

    Leia tudo sobre: coreai do norte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG