Teste de DNA confirma que austríaco teve filhos com sua filha

O chefe de polícia da Baixa Áustria, Franz Polzer, disse nesta terça-feira que testes de DNA confirmam que Josef Fritzl é mesmo o pai dos seis filhos de sua própria filha Elisabeth. Fritzl foi preso por manter sua filha durante 24 anos no porão de sua casa.

BBC Brasil |

Fritzl admitiu ter abusado sexualmente de Elisabeth. A revelação do caso nesta semana chocou os austríacos.

O chefe de polícia disse que nunca encontrou um caso assim antes e que as autoridades podem demorar até meses para descobrir toda a verdade sobre o que aconteceu.

"Os testes de DNA fornecem evidências definitivas de que as seis crianças que nasceram de Elisabeth são do mesmo o pai. Estamos falando de Josef Fritzl, 73 anos", disse Polzer em entrevista coletiva a jornalistas.

Fritzl conseguiu manter sua filha, hoje com 42 anos, no porão da casa sem que sua esposa soubesse.

A polícia confirmou que Fritzl forçou Elisabeth a escrever cartas nas quais afirmava que havia fugido de casa. Elisabeth também foi obrigada a escrever cartas nas quais entregava seus filhos para adoção.

"Vocês podem ter certeza de que este homem não deixou nenhum detalhe passar para enganar sua família, sua esposa, seus parentes, seus filhos, todo mundo ao seu redor", disse o chefe de polícia.

"Ele não teve escrúpulos para usar todos os meios possíveis para enganar o público e esconder seu crime."
Elisabeth, cinco de seus seis filhos, e sua mãe Rosemarie estão sendo tratados na clínica psiquiátrica Amstetten-Mauer e mantidos juntos numa ala isolada do local.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG