Teste baseado em associações mentais permitiria prever voto de indecisos

Um teste psicológico comum baseado em associações mentais espontâneas permitiria prever de modo mais acurado a escolha feita por parte de eleitores indecisos, com votos considerados determinantes, na maioria das vezes, numa disputa eleitoral, segundo estudo publicado nesta quinta-feira.

AFP |

O trabalho, dirigido por Bertram Gawronski, professor de psicologia social da universidade de Western Ontario (Canadá), está sendo publicado na edição de 22 de agosto da revista americana Science.

Utilizando um método muito comum denominado "teste de associação mental implícita", os cientistas puderam revelar as associações mentais automáticas de participantes que se mostravam indecisos em relação a um tema político controverso.

Foram ouvidos 129 moradores da cidade italiana de Vicenza, onde residem outros participantes do estudo - Silvia Galdi e Luciano Arcuri - sobre um assunto polêmico na cidade: o projeto de ampliação da base militar americana.

Cada um dos participantes foram interrogados em duas ocasiões, com uma semana de intervalo. Observou-se, ao comparar os resultados, que os primeiros testes deixavam prever amplamente as preferências finais dos indecisos.

"Esse tipo de teste tem numerosas aplicações, entre elas, certamente, as pesquisas eleitorais", estimou Bertram Gawronski. "Não pode responder a todas as perguntas mas poderia ajudar os especialistas em sondagens de opinião a discernir de modo mais apurado as intenções das pessoas questionadas", acrescentou.

js/cel/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG