Tesouro britânico nega ajuda que evitaria crise financeira de Elizabeth II

Londres, 25 set (EFE).- O Tesouro britânico negou à Elizabeth II o dinheiro pedido em segredo pelos responsáveis por suas finanças para evitar que esta monarquia entre em crise econômica em 2011, informa hoje o jornal Evening Standard.

EFE |

Os colaboradores da rainha da Inglaterra informaram ao Governo que as finanças da monarquia foram prejudicadas pela inflação e é necessário mais dinheiro para financiar as atividades oficiais da Família Real e a manutenção de seus diversos palácios e residências.

No entanto, a atual crise econômica global trouxe muitos prejuízos para o Governo trabalhista, que afirma não pôde atender este pedido extraordinário de recursos.

Os responsáveis pelas finanças reais lembraram ao Governo, segundo o correspondente real da publicação, que o Governo está obrigado constitucionalmente a proteger a segurança econômica da soberana.

Segundo eles, Elizabeth II necessita aumentar os 15 milhões de libras (18,9 milhões de euros) que investe na manutenção das propriedades da Coroa e os 7,9 milhões (cerca de 10 milhões de euros) da chamada "lista civil", com a qual são financiadas as atividades oficiais dos membros de maior destaque da Família Real.

Caso o Governo não conceda a ajuda, a rainha não conseguirá um equilíbrio de suas contas nos três próximos anos, diz a empresa de contabilidade Baker Tilly. EFE jr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG