Abu Dhabi, 28 dez (EFE).- O ministro do Interior do Barein, Rashed bin Abdullah al-Khalifa, disse que um grupo de 14 supostos terroristas, detido há dez dias, planejava um atentado durante as festas nacionais do país, em meados do mês.

Citado pela imprensa local, Khalifa explicou que um funcionário de sua pasta estava entre os supostos terroristas, que agiriam com explosivos em pontos importantes do país.

Ainda segundo o ministro, os supostos terroristas tiveram treinamento na fabricação de explosivos na Síria. Alguns deles acabaram soltos graças ao último indulto presidencial.

As autoridades do país anunciaram a detenção de um grupo de supostos terroristas no último dia 17, mas não deram detalhes. EFE my/dp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.