Terroristas argelinos estão entrincheirados, diz ministro argelino

Argel, 14 fev (EFE).- O ministro do Interior da Argélia, Yazid Zerhouni, afirmou hoje que o atentado cometido na quinta-feira na província de Tebessa, no extremo leste do país, prova que os terroristas estão entrincheirados.

EFE |

Na noite da quinta-feira, um duplo atentado com bomba deixou sete mortos e quatro feridos na localidade de Foum el-Metlag, perto da fronteira entre Argélia e Tunísia.

A primeira bomba explodiu na passagem de um veículo civil e matou todos os passageiros: duas mulheres - uma delas grávida -, um bebê e o motorista.

Quando os efetivos das forças de segurança e as equipes médicas chegaram ao local, os terroristas detonaram - possivelmente à distância, segundo as primeiras investigações - uma segunda bomba que matou dois agentes e um membro de proteção civil.

"Lutamos contra este tipo de ações de terroristas e quando atuam como neste caso, contra famílias, é mais uma vez a prova de que estão desesperados", afirmou o ministro.

O atentado da quinta-feira passada é o mais mortífero desde o começo do ano e aconteceu no mesmo em que o presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, anunciou sua candidatura para um terceiro mandato.

Em seu discurso de anúncio, Bouteflika reafirmou a vontade das autoridades de continuar a luta contra os grupos armados.

"Naturalmente, continuaremos a luta contra o terrorismo com todos os meios que dispomos", ressaltou o presidente, antes de precisar que, "no entanto, as portas continuarão abertas aos que quiserem voltar a encontrar o caminho correto", em alusão aos membros de grupos islâmicos que quiserem renunciar a suas ações e se render.

EFE sk/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG