Terrorista nigeriano colabora com as investigações nos EUA

Washington, 2 fev (EFE).- O jovem nigeriano acusado de tentar destruir um avião de passageiros no dia de Natal começou a cooperar com as investigações, informou hoje o jornal The Washington Post em seu site.

EFE |

A publicação detalhou ainda que Umar Farouk Abdumultallab, de 23 anos, informou aos agentes do FBI (polícia federal americana) sobre o treinamento no Iêmen por parte da rede terrorista Al Qaeda.

Segundo a fonte citada pelo jornal, Abdulmutallab forneceu detalhes sobre o treinamento e detalhou que a informação foi transmitida a outros serviços de inteligência.

Abdulmutallab foi acusado de tentar detonar explosivos escondidos na sua roupa íntima no dia do Natal, quando o voo 253 da linha aérea Northwest Airlines (operado pela Delta) se preparava para aterrissar no aeroporto internacional de Detroit (Michigan) a partir de Amsterdã.

O jornal acrescentou que o acusado, que está sendo defendido por Miriam Sieger, não decidiu se o declarará culpado ou não.

Indicou que os promotores e Sieger começaram a negociar o tema na semana passada.

Abdulmutullab pode ser condenado à prisão perpétua se for declarado culpado pelas seis acusações, entre eles a utilização de um avião como arma de destruição em massa.

O jornal indicou que se ele continuar cooperando as autoridades do Departamento de Justiça poderão recomendar redução da pena de prisão. EFE ojl/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG